quarta-feira, 23 de janeiro de 2008

POEMA DE LUCIENE DANVIE

Campos de Trigo, Van Gogh




LUZES



toda a minha visão,

todo o meu olhar,

todas as minhas mãos e pés

foram pra ti

que me fizeste luz

quando abri olhos



água, sal e terra

do mundo,estou

pulso

no vermelho

do insone coração



abra os teus olhos

há luz em mim



LUCIENE DANVIE*



* Poeta Currais-novense

2 comentários:

Moacy Cirne disse...

Essa Luciene sabe das coisas, não?!? Um bom carnaval pra vocês todos.

luma disse...

ah! lu... adorei o poema!
e adoro você!!!

luciana
luma
lua